Quer aprender com quem já
passou pelo que você está passando?

Quer aprender com quem já
passou pelo que você está passando?

Pode ter trombose no braço?

trombose-braco-desfiladeiro

Pode ter trombose no braço?

A trombose é uma condição médica séria caracterizada pela formação de coágulos sanguíneos (trombos) dentro dos vasos sanguíneos. Esses coágulos podem obstruir ou dificultar o fluxo normal do sangue, causando diversos sintomas e complicações que variam de acordo com a localização e a gravidade do quadro. É uma condição potencialmente grave, pois os coágulos podem se desprender e se deslocar pelo corpo, atingindo órgãos vitais, como os pulmões ou o cérebro, o que pode levar a complicações severas, como o tromboembolismo pulmonar ou um acidente vascular cerebral (AVC).

Tipos de Trombose

A trombose pode ocorrer em diferentes partes do corpo, sendo os membros inferiores, como as pernas e as panturrilhas, os locais mais comuns de ocorrência. Quando um coágulo se forma em uma veia de maior calibre, frequentemente associado a um processo inflamatório, isso é conhecido como trombose venosa profunda (TVP), que é a forma mais comum de trombose.

Por outro lado, quando a trombose ocorre nas artérias, estamos diante de uma trombose arterial (TA). Isso resulta na redução do fluxo sanguíneo do coração para uma região específica do corpo, podendo levar à falta de oxigenação do tecido e, em casos graves, à gangrena (morte do tecido). As tromboses arteriais mais frequentes incluem o infarto agudo do miocárdio (um ataque cardíaco), acidentes vasculares encefálicos (AVCs) – popularmente conhecidos como “derrames” – e a doença arterial obstrutiva crônica, que leva à redução do fluxo sanguíneo nas extremidades dos membros inferiores.

Também é importante destacar que a trombose pode afetar virtualmente qualquer parte do corpo, inclusive os membros superiores, como os braços. Os sintomas de trombose no braço podem incluir dor intensa, inchaço, vermelhidão, dificuldade de movimentação e aumento visível das veias no braço e ombro.

Principais Causas de Trombose no Braço

  1. Compressão no desfiladeiro torácico: Essa é uma causa comum de trombose no braço. O desfiladeiro torácico é o espaço estreito onde a veia do braço passa entre a primeira costela e a clavícula. Em algumas pessoas, esse espaço é mais estreito do que o normal, o que pode causar a compressão da veia e a formação de um coágulo. Essa condição pode afetar pessoas jovens, incluindo atletas, bem como aquelas que não praticam esportes, devido a variações na anatomia dos ossos e músculos.
  2. Trombofilia: A trombofilia é uma alteração hematológica que aumenta a propensão à formação de coágulos sanguíneos. Ela pode ocorrer em pessoas com predisposição genética e já foi discutida em detalhes em artigos anteriores.
  3. Catéteres para quimioterapia ou hemodiálise: O uso de catéteres para tratamentos médicos, como quimioterapia ou hemodiálise, pode aumentar o risco de trombose no braço. Esses catéteres são utilizados para facilitar o acesso às veias do paciente, geralmente nos membros superiores, como os braços e as mãos. Eles podem ser rígidos ou flexíveis e, infelizmente, aumentam o risco de formação de coágulos sanguíneos.

Conclusão

A trombose é uma condição médica séria que pode afetar qualquer parte do corpo e pode ter graves consequências. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são essenciais para prevenir complicações. Portanto, se alguém suspeitar de trombose no braço devido a sintomas como dor intensa, inchaço ou vermelhidão, é fundamental procurar atendimento médico imediatamente. A conscientização sobre os fatores de risco e a identificação precoce dos sintomas podem fazer a diferença na prevenção e no tratamento da trombose. É fundamental buscar orientação médica em caso de qualquer suspeita ou preocupação com a saúde vascular.

Importante neh?! A trombose ainda é uma doença permeada de preconceitos do tipo que as pessoas acham ser restrita as pernas ou pessoas mais velhas.

Como eu sempre digo no Instagram: ela é uma doença “democrática” não escolhe hora, lugar, grupo de pessoas e etc..

Espero ter contribuído um pouquinho! E me conta, já tinha ouvido falar sobre trombose no braço?

Acredito que você irá amar a Jornada Vida & Trombose. Participe!

Bjos no coração.

Thalita MARA

6 respostas

  1. Perfeito. A minha tromboflebite no braço esquerdo foi após acesso venoso. Mas eu já estava em quadro de tromboflebite na perna direita e ainda não sabia. Enfim, acabou ficando como TVP do membro inferior, pq o trombo entrou na femoral (saindo da safena). Embora tenha havido erros médicos, eu parei nas mãos de um vascular maravilhoso e agradeço a minha vida a ele. Fui operada com sucesso!
    Do braço tratei e fiquei um bom tempo com dores, fiz uso de medicamentos para os nervos, sentia mto essa questão da articulação.
    Vamos seguindo e tentando se cuidar. Embora deveria me cuidar mais do q faço.
    Obrigada pelo seu trabalho!

  2. Eu tive antes um AVE muito leve e depois, tive no braço direito, mais especificamente na mão direita. Começou com uma dor absurda, inchaço e roxidão no dedo anelar. Fui prontamente atendida por uma médica vascular maravilhosa no Hospital Geral de Nova Iguaçu, ela ainda salvou meu dedo anelar mas acabei perdendo o dedo polegar, tive sorte demais pq tive trombose (arterial) no lugar mais raro no corpo humano pq sou canhota!

    1. Nossa Carla!!! Realmente é muuuuito raroooo… Felizmente teve o atendimento de uma boa profissional 🙂 Obrigada por deixar seu relato! Um super beijo e “tamo junto sempre”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *