Quer aprender com quem já
passou pelo que você está passando?

Quer aprender com quem já
passou pelo que você está passando?

O que é Trombofilia?

2b4a90ab-d653-42d9-a69f-b95705f47cb9-1

O que é Trombofilia?

A trombofilia é uma condição que vem ganhando destaque nas discussões sobre saúde, principalmente quando se trata da saúde das mulheres. Essa condição está intrinsecamente ligada à formação de coágulos no organismo, o que pode levar à trombose. Este artigo explora o que é a trombofilia, suas origens genéticas e adquiridas, e sua relação com a trombose. Além disso, destaca como as mulheres estão particularmente vulneráveis a fatores de risco externos relacionados a essa condição.

Trombofilia: Uma Breve Explicação

Trombofilia é uma condição caracterizada por alterações no processo de coagulação sanguínea, que facilitam a formação de coágulos, também conhecidos como trombos. Ela pode ser dividida em dois tipos principais: trombofilias hereditárias e trombofilias adquiridas.

  • Trombofilias Hereditárias: São de origem genética e podem ser transmitidas de pais para filhos. Essas condições hereditárias tornam o organismo mais suscetível à formação de coágulos.
  • Trombofilias Adquiridas: Geralmente se desenvolvem na idade adulta e são resultado de problemas de saúde subjacentes ou distúrbios do sistema imunológico. Elas não são geneticamente transmitidas, mas ainda podem aumentar o risco de trombose.

Combinações de Trombofilias: Aumento de Riscos

É possível que uma pessoa apresente uma combinação de trombofilias, envolvendo fatores genéticos e não genéticos. A presença de múltiplos fatores de risco aumenta significativamente a probabilidade de desenvolver trombose.

Vulnerabilidade das Mulheres

As mulheres, em particular, enfrentam um risco elevado de trombose relacionado à trombofilia. Isso ocorre por várias razões:

  • Uso de Anticoncepcionais Orais: Muitas mulheres recorrem a anticoncepcionais hormonais, como pílulas, que podem aumentar o risco de trombose. Os hormônios presentes nesses contraceptivos podem afetar o sistema de coagulação.
  • Gravidez: Durante a gravidez, as mulheres enfrentam um aumento dos níveis de hormônios que podem tornar o sangue mais propenso a coagular. Isso eleva os riscos de trombose durante esse período.
  • Menopausa: A reposição hormonal na menopausa, um tratamento comum para aliviar os sintomas, também pode aumentar o risco de trombose devido à influência dos hormônios.
  • Impacto na Gestação: Além disso, a trombofilia pode ser uma das causas subjacentes de perdas gestacionais, como abortos de repetição, e complicações graves durante a gestação.

O Desafio do Rastreamento da Trombofilia

Apesar das consequências sérias que a trombofilia pode acarretar, o rastreamento dessa condição é subestimado e insuficientemente discutido. Para determinar se alguém possui trombofilia, é necessário realizar exames genéticos, que geralmente envolvem amostras de sangue. No entanto, esses exames ainda têm um alto custo, o que limita o acesso a eles.

Mudança Necessária

O custo é apenas uma das barreiras para o rastreamento da trombofilia. No entanto, ao falar abertamente sobre essa condição, compartilhar informações e dados, questionar as práticas médicas e promover a conscientização, podemos trabalhar juntos para mudar essa realidade. A campanha #vidaetrombose visa aprofundar o entendimento sobre a trombofilia e promover a prevenção.

Conclusão

A trombofilia é uma condição que merece atenção, especialmente no que diz respeito à saúde das mulheres. Compreender os riscos e a necessidade de rastrear essa condição é fundamental para garantir uma escolha segura e informada em relação aos tratamentos e medicamentos que podem afetar a coagulação sanguínea. O debate e a conscientização são passos essenciais para garantir a saúde e o bem-estar das mulheres em todas as fases de suas vidas.

Acredito que você também irá se interessar pelos conteúdos da Jornada Vida & Trombose. Para cuidar de você, de quem você ama e de quem precisa dos seus cuidados. Prevenção é a melhor solução.

Me conte nos comentários, você já sabia disso? Precisou passar por situações difíceis para descobrir? Infelizmente eu precisei 🙁

Um super abraço

Thalita Mara

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *